FGV Editora lança livro sobre gestão pública e saúde

Diferenças e semelhanças entre as gestões pública e privada, corrupção, gestão pública e desafios e novas propostas para o SUS são tratados na obra de Ricardo de Oliveira

FGV Editora lança livro sobre gestão pública e saúde

A FGV Editora lança o livro “Gestão pública e saúde”, do especialista em planejamento de saúde, Ricardo Oliveira, que chega ao mercado em momento mais que oportuno. Uma crise mundial, provocada pelo novo coronavírus, chamou a atenção para a necessidade de termos sistemas de saúde sólidos e resilientes no mundo. Para marcar este lançamento, o autor da obra, o economista Armínio Fraga e a médica e pesquisadora da UFRJ, Lígia Bahia, se encontrarão dia 13 de outubro, às 18h, em webinar para um bate-papo sobre as questões relacionadas aos problemas e possíveis soluções da gestão pública da saúde no Brasil. O evento será transmitido ao vivo pelo canal da FGV no Youtube.

A motivação para o livro surgiu das grandes manifestações popula­res, iniciadas em junho de 2013, quando a população cobrava melhoria dos serviços públicos, e do advento da Operação Lava-Jato, em 2014, com os escândalos de corrupção. O autor baseou o livro em sua passagem como secretário estadual de Saúde do Espírito Santo, entre de 2015 e 2018. Nele, apresenta suas experiências, visões e alternativas sobre o sistema de saúde brasileiro.

Nos capítulos iniciais da obra, Ricardo Oliveira demonstra as diferenças entre a administração pública e a privada na saúde, a começar pela distinção das suas finalidades. Reflete ainda sobre as semelhanças que devem ser almejadas, como a maior eficiência na gestão pública, inspiradas nos modelos de gestão do setor privado.

A partir da sua experiência, Ricardo debate questões relativas à gestão da saúde pública. O autor entra em defesa do SUS, que, como aponta, possui problemas que devem e podem ser solucionados com uma gestão mais eficiente. Para ele, superá-los depende de uma visão do conjunto dos problemas de assistência à saúde e de gestão. Além da unidade política entre o Ministério da Saúde, estados e municípios, para liderar e sustentar esse processo de melhoria, é preciso mobilizar os conselhos de classe, Poder Judiciário, Ministério Público, De­fensoria Pública e organismos que defendam os interesses dos usuários. Melhorar o SUS, de acordo com o autor “trata-se de uma tarefa coletiva, que envolve interesses de toda a sociedade”.

As mazelas do Sistema vão além da corrupção e da má gestão. Ricardo aponta ainda o crescimento acelerado da judicialização da saúde, principalmente nos últimos cinco anos, e a necessidade de conter esse avanço e reduzi-lo a um nível aceitável. Em uma linguagem direta e prática, Gestão pública e saúde demonstra que as deficiências podem ser solucionadas numa ação articulada de curto, médio e longo prazos, que ultrapassa gestões governamentais.

De acordo com o prefácio da obra, assinado pelo especialista Eugênio Vilaça Mendes “O SUS não é um problema sem solução; o SUS é uma solução com problemas”, e Ricardo de Oliveira nos aponta propostas para enfrentá-los.

A obra está disponível em formato digital no site da FGV Editora e nas lojas Amazon, iBooks e GooglePlay. Impresso em 5 de outubro de 2020.

Para mais informações e inscrições no evento, acesse o site.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

Posts Recentes

 Ver tudo