FGV Editora lança livro sobre gestão pública e saúde

Diferenças e semelhanças entre as gestões pública e privada, corrupção, gestão pública e desafios e novas propostas para o SUS são tratados na obra de Ricardo de Oliveira

FGV Editora lança livro sobre gestão pública e saúde

A FGV Editora lança o livro “Gestão pública e saúde”, do especialista em planejamento de saúde, Ricardo Oliveira, que chega ao mercado em momento mais que oportuno. Uma crise mundial, provocada pelo novo coronavírus, chamou a atenção para a necessidade de termos sistemas de saúde sólidos e resilientes no mundo. Para marcar este lançamento, o autor da obra, o economista Armínio Fraga e a médica e pesquisadora da UFRJ, Lígia Bahia, se encontrarão dia 13 de outubro, às 18h, em webinar para um bate-papo sobre as questões relacionadas aos problemas e possíveis soluções da gestão pública da saúde no Brasil. O evento será transmitido ao vivo pelo canal da FGV no Youtube.

A motivação para o livro surgiu das grandes manifestações popula­res, iniciadas em junho de 2013, quando a população cobrava melhoria dos serviços públicos, e do advento da Operação Lava-Jato, em 2014, com os escândalos de corrupção. O autor baseou o livro em sua passagem como secretário estadual de Saúde do Espírito Santo, entre de 2015 e 2018. Nele, apresenta suas experiências, visões e alternativas sobre o sistema de saúde brasileiro.

Nos capítulos iniciais da obra, Ricardo Oliveira demonstra as diferenças entre a administração pública e a privada na saúde, a começar pela distinção das suas finalidades. Reflete ainda sobre as semelhanças que devem ser almejadas, como a maior eficiência na gestão pública, inspiradas nos modelos de gestão do setor privado.

A partir da sua experiência, Ricardo debate questões relativas à gestão da saúde pública. O autor entra em defesa do SUS, que, como aponta, possui problemas que devem e podem ser solucionados com uma gestão mais eficiente. Para ele, superá-los depende de uma visão do conjunto dos problemas de assistência à saúde e de gestão. Além da unidade política entre o Ministério da Saúde, estados e municípios, para liderar e sustentar esse processo de melhoria, é preciso mobilizar os conselhos de classe, Poder Judiciário, Ministério Público, De­fensoria Pública e organismos que defendam os interesses dos usuários. Melhorar o SUS, de acordo com o autor “trata-se de uma tarefa coletiva, que envolve interesses de toda a sociedade”.

As mazelas do Sistema vão além da corrupção e da má gestão. Ricardo aponta ainda o crescimento acelerado da judicialização da saúde, principalmente nos últimos cinco anos, e a necessidade de conter esse avanço e reduzi-lo a um nível aceitável. Em uma linguagem direta e prática, Gestão pública e saúde demonstra que as deficiências podem ser solucionadas numa ação articulada de curto, médio e longo prazos, que ultrapassa gestões governamentais.

De acordo com o prefácio da obra, assinado pelo especialista Eugênio Vilaça Mendes “O SUS não é um problema sem solução; o SUS é uma solução com problemas”, e Ricardo de Oliveira nos aponta propostas para enfrentá-los.

A obra está disponível em formato digital no site da FGV Editora e nas lojas Amazon, iBooks e GooglePlay. Impresso em 5 de outubro de 2020.

Para mais informações e inscrições no evento, acesse o site.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

Posts Recentes

 Ver tudo   

Ciências Sociais
ISBE FGV

Ciência de Dados e Ciências Sociais: Projeto da FGV seleciona novos bolsistas

O projeto visa a expandir as abordagens computacionais de análise de dados nas Ciências Sociais e na História. A Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV CPDOC) abre o ano de 2022 com o processo seletivo para concessão de seis bolsas para o projeto “Ciência de Dados nas Ciências Sociais”, referente

Leia mais »