Inteligência Artificial no Judiciário: a mais completa pesquisa sobre o assunto

O Relatório de Inteligência Artificial, coordenado pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luis Felipe Salomão, é a mais completa pesquisa já realizada sobre o assunto e teve como objetivo geral realizar um levantamento do uso da inteligência artificial em tribunais brasileiros

Inteligência Artificial no Judiciário: a mais completa pesquisa sobre o assunto

O Centro de Inovação, Administração e Pesquisa do Judiciário (CIAPJ) da FGV Conhecimento lançou, em dezembro, a pesquisa “Tecnologia aplicada à gestão dos conflitos no âmbito do Poder Judiciário brasileiro com ênfase em inteligência artificial”. O Relatório de Inteligência Artificial, coordenado pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luis Felipe Salomão, é a mais completa pesquisa já realizada sobre o assunto e teve como objetivo geral realizar um levantamento do uso da inteligência artificial em tribunais brasileiros.

Os objetivos específicos, por sua vez, compreenderam a identificação desses projetos, bem como as suas respectivas funcionalidades; a situação atual da tecnologia; o impacto gerado pela utilização da IA; os resultados esperados e os alcançados; e a análise cruzada desses dados, para verificação dos efeitos da IA sobre a celeridade, a eficiência e a produtividade dos tribunais.

O relatório refere-se à primeira fase da pesquisa, que compilou os dados das iniciativas de IA por tribunal e analisou em quais fases de implementação elas se encontravam. A segunda fase terá continuidade em 2021 e atualizará os dados já levantados, bem como analisará outros aspectos do uso da inteligência artificial envolvendo o Poder Judiciário.

Conforme dados apresentados na primeira etapa da pesquisa, indica-se que aproximadamente metade dos tribunais brasileiros dispõe de projetos de inteligência artificial em desenvolvimento ou já implantados. As próprias equipes internas dos tribunais são responsáveis por esses projetos, sozinhas ou a partir de parcerias com outros tribunais, capitaneadas pelo Conselho Nacional de Justiça e pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

Com esse estudo, foi possível constatar que a IA é uma grande aliada do aumento da produtividade do Poder Judiciário brasileiro, para tornar a justiça mais efetiva e com mais qualidade.

Para acessar o relatório e outros conteúdos, acesse o site do CIAPJ.

Fonte: portal.fgv.br

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

Posts Recentes

 Ver tudo