Monitor do PIB aponta retração de 0,3% na economia no 2º trimestre de 2021

A importação apresentou crescimento significativo de 37,6% no 2º trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Monitor do PIB aponta retração de 0,3% na economia no 2º trimestre de 2021

Monitor do PIB-FGV aponta, na análise da série dessazonalizada, retração de 0,3% na atividade econômica no 2º trimestre de 2021, em comparação com o 1º trimestre do ano e crescimento de 1,2% em junho, em comparação a maio. Na comparação interanual a economia cresceu 12,1% no 2º trimestre e 10,1% em junho.

No segundo trimestre, com relação ao mesmo trimestre do ano anterior, a economia seguiu no ritmo de intenso crescimento, observado no primeiro trimestre, devido à baixa base de comparação em 2020. Com exceção da agropecuária, todas as atividades econômicas e componentes da demanda tiveram resultados positivos. Entretanto, a economia apresentou retração de 0,3% no segundo trimestre comparado ao primeiro, evidenciando que houve certo otimismo com o resultado do primeiro trimestre, mostrando que ainda há um longo caminho para a retomada mais robusta da economia,” afirma Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV.

Neste relatório, foi realizado exercício adicional com relação a série com ajuste sazonal uma vez que a pandemia de Covid-19 exerceu influência nos fatores sazonais de 2020 que podem não estar realmente relacionados a sazonalidade.

Alguns institutos de estatística internacionais estão analisando esses impactos e, por esta razão, além do ajuste sazonal habitual que contempla o período de janeiro de 2000 a junho de 2021, foi realizado adicionalmente o ajuste sazonal para 2020 e 2021 considerando os fatores sazonais referentes a 2019 e o fator calendário corrente. 

Os resultados mostram que, caso os fatores sazonais da série do PIB utilizados sejam aqueles do período de 2000 até 2019, a taxa de variação no segundo trimestre de 2021 seria de -0,32, pouco inferior a observada, considerando todo o período de 2000 até junho de 2021. A taxa de variação, em junho de 2021, seria de 1,5%, superior à de 1,2% observada, considerando todo o período de 2000 até junho de 2021. Esses resultados sugerem que as taxas ajustadas sazonalmente devem ser analisadas com cautela, pois a pandemia pode ter influenciado os fatores sazonais, não apenas por razões econômicas como também estatísticas.

Consumo das famílias

O consumo das famílias cresceu 12,5% no 2º trimestre em comparação ao mesmo período do ano passado. Pelo terceiro mês consecutivo, todos os componentes apresentaram crescimento, com destaque ao elevado crescimento de serviços (9,4%), produtos duráveis (48,4%) e semiduráveis (90,2%).  Na série com ajuste sazonal o consumo das famílias cresceu 0,8% comparado com trimestre anterior. 

Formação bruta de capital fixo

A FBCF cresceu 35,2% no 2º trimestre em comparação ao mesmo período do ano passado. O elevado crescimento do componente de máquinas e equipamentos (85,7%) segue sendo o principal responsável por esse desempenho significativo. Isso se deveu, em grande parte, ao crescimento de automóveis, caminhões e veículos automotores em geral. Entretanto, na taxa trimestral dessazonalizada contra o primeiro trimestre a FBCF retraiu 2,2%.

Exportação

A exportação cresceu 12,9% no 2º trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado. Foi registrado crescimento em todos os componentes da exportação, com exceção da agropecuária que apresentou queda de 0,2%. 

Importação

A importação apresentou crescimento significativo de 37,6% no 2º trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado. Todos os componentes da importação apresentaram elevadas taxas de crescimento, com destaque para serviços (23,4%) que apresentou resultado positivo pelo segundo mês consecutivo. 

Monitor do PIB-FGV em valores

Em termos monetários, estima-se que o PIB do segundo trimestre do ano de 2021, em valores correntes, foi de 4 trilhões, 157 bilhões e 812 milhões de reais.

Taxa de investimento

Observa-se que a taxa de investimento no segundo trimestre de 2021 foi de 19,3%, na série a valores correntes, superior as duas médias. 

O estudo completo estádisponível no site.

Fonte: portal.fgv.br

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

Posts Recentes

 Ver tudo   

Ciências Sociais
ISBE FGV

Ciência de Dados e Ciências Sociais: Projeto da FGV seleciona novos bolsistas

O projeto visa a expandir as abordagens computacionais de análise de dados nas Ciências Sociais e na História. A Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV CPDOC) abre o ano de 2022 com o processo seletivo para concessão de seis bolsas para o projeto “Ciência de Dados nas Ciências Sociais”, referente

Leia mais »