Projeto inovador contribui para realização da licitação da Usina de Traição, em São Paulo

O estudo estruturou a modelagem econômico-financeira do projeto, que envolve a concessão de uso oneroso das áreas adjacentes à Usina, pertencente a empresa EMAE. O objetivo é melhorar a integração da área a paisagem urbana e torná-la um projeto gerador de receitas comerciais até 2042, quando vence a concessão.

Projeto inovador contribui para realização da licitação da Usina de Traição, em São Paulo

A FGV Projetos desenvolveu o estudo de viabilidade econômico-financeira que possibilitou que o Consórcio Usina São Paulo vencesse a licitação que irá promover a reforma, readequação e retrofit da área adjacente à Usina Elevatória de Traição, localizada na Zona Sul de São Paulo, por R$ 280 milhões, um ágio de 1.900% da proposta do governo. A escolha ocorreu no início de setembro.

O estudo inovador, liderado por José Bento Amaral, gerente-executivo da FGV Projetos, estruturou a modelagem econômico-financeira do projeto, que envolve a concessão de uso oneroso das áreas adjacentes à Usina, pertencente a empresa EMAE. O objetivo é melhorar a integração da área a paisagem urbana e torná-la um projeto gerador de receitas comerciais até 2042, quando vence a concessão.

A modelagem econômico-financeira inovadora, que prevê compartilhamento de riscos, resultou numa TIR de projeto de 9,07%, em termos reais, com possibilidade de pagamento de uma outorga fixa de R$ 14 milhões, além de outorga variável escalonada calculada sobre a receita bruta. A coordenação técnica ficou a cargo do professor Joelson Sampaio, da EESP, com apoio dos técnicos Juliano Almeida e Pierre de Souza, da FGV Projetos.

Fonte: portal.fgv.br

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

Posts Recentes

 Ver tudo   

Ciências Sociais
ISBE FGV

Ciência de Dados e Ciências Sociais: Projeto da FGV seleciona novos bolsistas

O projeto visa a expandir as abordagens computacionais de análise de dados nas Ciências Sociais e na História. A Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV CPDOC) abre o ano de 2022 com o processo seletivo para concessão de seis bolsas para o projeto “Ciência de Dados nas Ciências Sociais”, referente

Leia mais »