Barômetros Econômicos Globais seguem trajetória de retomada

Indicadores subiram pela terceira vez consecutiva em agosto, dando continuidade à tendência de retomada da economia mundial.

Barômetros Econômicos Globais seguem trajetória de retomada

Os Barômetros Globais Coincidente e Antecedente da Economia sobem pela terceira vez consecutiva em agosto, dando continuidade à tendência de retomada da economia mundial. Enquanto o Barômetro Coincidente começa a se distanciar gradualmente do pior momento da crise, o Antecedente avança mais rápido em agosto, sinalizando otimismo com a evolução do PIB mundial nos próximos meses. Há que se interpretar este último resultado com alguma cautela face à grande incerteza tanto no front econômico quanto no da saúde.

O Barômetro Global Coincidente subiu 11,3 pontos em agosto na comparação com o mês anterior, ao passar de 68,5 pontos para 79,8 pontos. O Barômetro Global Antecedente subiu 29,9 pontos, de 80,5 pontos para 110,5 pontos. As três regiões pesquisadas influenciaram de forma positiva o resultado, com a região da Ásia & Pacífico e África liderando o movimento no Barômetro Coincidente e as três regiões contribuindo de forma semelhante para a alta do Barômetro Antecedente.

“Os efeitos conjuntos das medidas de estímulos e reabertura de atividades ao redor do mundo continuam garantindo a trajetória de recuperação dos barômetros globais ao longo das regiões e setores analisados. Indicadores correntes ligados ao nível de atividades e preços de ativos sugerem uma trajetória mais acelerada dessa retomada em relação às expectativas do pior momento da pandemia, justificando os resultados do barômetro antecedente. No entanto, a concretização dessas expectativas ainda está fortemente condicionada às dinâmicas dos fatores mencionadas anteriormente: o potencial da continuidade dos estímulos e a dinâmica sanitária após o relaxamento das medidas de distanciamento social.” avalia Paulo Picchetti, pesquisador do FGV IBRE.

Barômetro Coincidente – regiões e setores

A região da Ásia & Pacífico e África foi responsável por mais de 50% da alta do Barômetro Coincidente em agosto, ao contribuir com 6,4 pontos para a alta de 11,3 pontos. A região do Hemisfério Ocidental (América do Norte, América Latina e Caribe) reduziu a intensidade de alta apresentada no mês anterior e contribuiu com 2,1 pontos no indicador geral. A Europa, por sua vez, contribuiu com 2,8 pontos. O gráfico abaixo ilustra a contribuição de cada região para a distância do Barômetro Coincidente em relação ao nível médio histórico de 100 pontos

Todos os setores continuaram evoluindo positivamente em agosto. As maiores contribuições para a alta do Barômetro Coincidente Global novamente vieram da Indústria, seguida pelo conjunto de variáveis que refletem a evolução das economias em nível agregado (Desenvolvimento Econômico Geral). Os setores de Serviços, Comércio e Construção continuaram contribuindo modestamente para o resultado.

Barômetro Antecedente – regiões e setores

O Barômetro Antecedente Global antecipa os ciclos das taxas de crescimento mundial entre três a seis meses. Em agosto, as contribuições das regiões da Ásia, Pacífico e África (13,5 pontos) e da Europa (11,9 pontos) para a alta de 29,9 pontos do indicador global foram mais fortes que no mês anterior. Já a contribuição do Hemisfério Ocidental, de 4,6 pontos, foi inferior aos 6,2 pontos de julho.

Todos os indicadores setoriais contribuíram de forma positiva para o resultado, com a Indústria e o conjunto de variáveis que refletem a evolução das economias em nível agregado (Desenvolvimento Econômico Geral) exercendo influência de 80% no Barômetro Antecedente. Os demais setores contribuíram de forma menos expressiva para o aumento do indicador geral.

O estudo completo está disponível no site.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

Posts Recentes

 Ver tudo