FGV cria Centro de Ciência Aplicada à Segurança Pública (FGV CCAS) com apoio da FAPESP

O novo centro de estudos tem como principal objetivo gerar contribuições para a solução de questões relacionadas à segurança pública, um dos principais desafios socioeconômicos do país.

FGV cria Centro de Ciência Aplicada à Segurança Pública (FGV CCAS) com apoio da FAPESP

Uma proposta da Fundação Getulio Vargas para a criação do Centro de Ciência Aplicada à Segurança Púbica (FGV CCAS) acaba de ser aprovada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). A iniciativa é uma parceria da FGV com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Universidade de São Paulo (USP).

O novo centro de estudos tem como principal objetivo gerar contribuições para a solução de questões relacionadas à segurança pública, um dos principais desafios socioeconômicos do país. A estruturação do projeto do centro foi coordenada por pesquisadores da FGV e contou com a participação de pesquisadores de excelência das instituições parceiras. A missão deste centro é criar um arcabouço de pesquisa que acelere o uso de dados e ferramentas de inteligência artificial para a tomada de decisões na área de segurança pública, provendo a estrutura técnica e a articulação entre os atores essenciais do setor, visando estimular o desenvolvimento de ferramentas de avaliação e políticas públicas baseadas em evidências.

O projeto da FAPESP inaugura o FGV CCAS. O projeto terá base na Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV EAESP) e contará com a colaboração de professores da Escola de Matemática Aplicada (FGV EMAp), Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (FGV EBAPE) e Escola de Direito de São Paulo (FGV Direito SP), além da Universidade de São Paulo (USP) e da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP). O projeto contará com um Conselho Consultivo Internacional, formado por pesquisadores de instituições reconhecidas mundialmente por suas atividades de pesquisa e inovação na área de segurança pública.

O apoio da FAPESP à criação do novo centro é parte dos resultados da chamada Ciência para o Desenvolvimento, lançada em 2019, com o objetivo de apoiar pesquisas orientadas para a solução de desafios do Estado de São Paulo, em áreas como saúde, segurança pública, alimentação e agricultura e desenvolvimento econômico. Os 12 projetos aprovados, no valor total de R$ 88 milhões, foram estruturados por consórcios de pesquisa formados por pesquisadores de universidades, secretarias de estado, instituições de pesquisa públicas e privadas no país e no exterior e empresas. Segundo Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente da FAPESP, o edital seguiu as diretrizes dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), que entraram na pauta das agências de fomento nos últimos anos. Para o diretor científico da FAPESP, Luiz Eugênio Mello, “A pesquisa orientada à missão é um caminho para o desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável”. 

Os pesquisadores principais da FGV envolvidos na criação do centro são: João Luiz Becker (FGV EAESP), Joana Monteiro (FGV EBAPE e FGV EAESP), Ciro Biderman (FGV EAESP) e Eduardo de Rezende Francisco (FGV EAESP). Também fazem parte do núcleo principal do centro o coronel Celso Luiz Pinheiro, subsecretário de acompanhamento de Projetos Estratégicos da SSP-SP, Joyce Luziara Correa, assessora técnica de Gabinete da SSP-SP, além dos pesquisadores Leandro Piquet da USP e Roberto Cardoso, da Scipopulis Desenvolvimento e Análise de Dados.

Fonte: portal.fgv.br

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

Posts Recentes

 Ver tudo   

Institucional
ISBE FGV

FGV e ITA assinam parceria de cooperação

O objetivo é desenvolver pesquisas científicas, aplicar conhecimentos de forma integrada e realizar projetos no campo das ciências sociais, econômicas, matemática em tecnologias de processo

Leia mais »