Preço da gasolina contribui para nova desaceleração do IPC-S

Nesta apuração, quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo Transportes (2,45% para 0,77%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item gasolina, cuja taxa passou de 6,91% para 2,26%

Preço da gasolina contribui para nova desaceleração do IPC-S

IPC-S de 22 de abril de 2021 variou 0,39% e acumula alta de 6,71% nos últimos 12 meses. Nesta apuração, quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo Transportes (2,45% para 0,77%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item gasolina, cuja taxa passou de 6,91% para 2,26%.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Habitação (0,53% para 0,31%), Vestuário (0,16% para -0,04%) e Despesas Diversas (0,52% para 0,36%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: tarifa de eletricidade residencial (0,46% para -0,09%), relógios e bijuterias (0,25% para -0,88%) e serviços bancários (0,65% para 0,36%).

Em contrapartida, os grupos Alimentação (0,12% para 0,28%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,87% para 1,00%) e Comunicação (0,33% para 0,36%) apresentaram avanço em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, vale citar os itens: hortaliças e legumes (-4,59% para -3,69%), medicamentos em geral (1,06% para 1,77%) e combo de telefonia, internet e TV por assinatura (0,62% para 0,72%).

O grupo Educação, Leitura e Recreação repetiu a taxa de variação de -0,76% registrada na última apuração. As principais influências partiram dos itens: artigos esportivos (-0,20% para 1,96%), em sentido ascendente, e bicicleta (1,07% para 0,78%), em sentido descendente.

A próxima apuração do IPC-S, com dados coletados até o dia 30.04.2021 será divulgado no dia 03.05.2021.

O estudo completo está disponível no site.

IPC-S Capitais

A tabela a seguir, apresenta as variações percentuais dos municípios das sete capitais componentes do índice, nesta e nas apurações anteriores.

Preço da gasolina contribui para nova desaceleração do IPC-S

Fonte: portal.fgv.br

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

Posts Recentes

 Ver tudo   

Economia
ISBE FGV

IGP-10 sobe 1,79% em janeiro 2022

Com esse resultado, o índice acumula alta de 17,82% em 12 meses. O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) subiu 1,79% em janeiro. No mês anterior,

Leia mais »