Projeto de extensão de apoio a refugiados: FGV finaliza segunda edição da iniciativa

No primeiro semestre de 2021, o projeto contou com 15 estudantes de graduação de Relações internacionais e de Direito, que tiveram experiências práticas na análise dos processos de refúgio no Brasil.

Projeto de extensão de apoio a refugiados: FGV finaliza segunda edição da iniciativa

A Fundação Getulio Vargas finalizou a segunda edição do Projeto de Extensão de Apoio a Refugiados (PEAR). A iniciativa é fruto de uma parceria inédita entre a Escola de Direito de São Paulo (FGV Direito SP) e da Escola de Relações Internacionais (FGV RI) com a Coordenação Geral do Comitê Nacional para o Refugiado (CG-CONARE), órgão ligado ao Ministério da Justiça e responsável pela análise de elegibilidade dos solicitantes do reconhecimento da condição de refúgio no Brasil.

No primeiro semestre de 2021, o projeto contou com 15 estudantes de graduação de Relações internacionais e de Direito, que tiveram experiências práticas na análise dos processos de refúgio no Brasil. As atividades incluíram a transcrição de entrevistas de solicitantes de refúgio, pesquisas para estudos de país de origem e capacitações com representantes do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e da CG-CONARE.  

Para Carolina Moehlecke, coordenadora do PEAR pela FGV RI, a experiência proporciona aos estudantes a oportunidade de realizar atividades práticas que contribuem com uma formação acadêmica mais completa e conectada com os problemas da sociedade.  

“Conhecer a realidade do refúgio no Brasil e poder contribuir com o trabalho dos atores engajados com esta questão é uma experiência única e muito valorizada pelos alunos”, destaca a professora.  

Já Cassia Nakano Hirai, coordenadora do projeto pela FGV Direito SP, destaca que cabe às escolas proporcionar aos seus estudantes vivências que estimulem uma atuação mais conectada e engajada à sociedade, referindo-se à Resolução CNE/CES 7/2018, que institui as diretrizes curriculares de extensão no ensino superior brasileiro.  

“O PEAR se fortalece justamente no momento em que as oportunidades de extensão ganham mais espaço e relevância nos currículos dos cursos”, completa.  

Para mais informações sobre os cursos de graduação em Direito e Relações Internacionais acesse o site.

Fonte: portal.fgv.br

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

Posts Recentes

 Ver tudo   

Economia
ISBE FGV

IGP-10 sobe 1,79% em janeiro 2022

Com esse resultado, o índice acumula alta de 17,82% em 12 meses. O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) subiu 1,79% em janeiro. No mês anterior,

Leia mais »